Início FREGUESIAS Almargem do Bispo, Pêro Pinheiro e Montelavar Sandro Mendes é o novo treinador do Atlético de Pêro Pinheiro

Sandro Mendes é o novo treinador do Atlético de Pêro Pinheiro

877

Sandro Mendes é o novo treinador do Clube Atlético de Pêro Pinheiro (CAPP), recém-promovido à Liga 3, na sequência da saída de Hélder Ferreira do comando da equipa técnica. Uma decisão tomada no decorrer do mês de agosto, sendo substituído no cargo, por Sandro Mendes, antigo futebolista, de 46 anos e que já treinou equipas como o Vitória de Setúbal, Alcacerense e o Amora.
Na ocasião, o Clube Atlético de Pêro Pinheiro, anunciou em comunicado que Hélder Ferreira, “apresentou o seu pedido de demissão durante uma reunião técnica e estrutural, onde se analisava o melhor para o futuro próximo do clube”, e que “a atual direção foi confrontada com o pedido de demissão do mesmo, onde toda a sua equipa técnica automaticamente se juntou”.
Não foi possível ouvir o técnico Hélder Ferreira sobre a sua tomada de decisão e equipa técnica, mas tudo indica ter havido divergências e falta de entendimento quanto à gestão e à contratação de novos jogadores.

“A atual direção, não demitiu ninguém” pode ler-se no comunicado, do CAPP, sublinhando que “tentou demover os mesmos, apelando à calma e união, mas sem sucesso, o que levou à natural aceitação desta demissão”.

Mais recentemente cinco jogadores foram dispensados do plantel principal: Pessoa, Flávio, Roger, Samuel e o capitão Fábio Graça que em declarações ao CORREIO DE SINTRA, se diz “magoado e indignado” pela forma como foi dispensado do clube, depois de 22 anos de empenho e dedicação. “Sabia que eventualmente teria que sair, com a contratação de novos jogadores”, admite o Capitão, que não gostou da forma como foi anunciada a sua dispensa, logo na segunda-feira, depois do jogo com o Alverca. “Cheguei ao clube para começar a treinar e dizem-me para ir falar com a direção”, recorda Fábio Graça não adiantando mais pormenores que levaram à sua dispensa “depois de uma vida de empenho e dedicação” pelo Atlético de Pêro Pinheiro. Uma decisão a frio, que o deixou o jogador também numa “situação muito difícil, uma vez que nesta altura é difícil arranjar um clube para jogar”.

Pensativo, “sou o jogador com mais títulos conquistados na história do clube e mesmo que não queira, não posso deixar de estar magoado, sentido e até ofendido pela forma como tudo se passou”, desabafa “indignado” e de voz embargada, o capitão Fábio Graça, que evita falar mais sobre o assunto, porque continua a “guardar no coração” o seu clube de sempre.

Artigo anteriorSintrense no Campeonato do Mundo de Superbike
Próximo artigoSMAS de Sintra vão contar com novo espaço de atendimento na futura Loja do Cidadão de Queluz