Através de uma abordagem inovadora, com recurso a ferramentas digitais, a Parques de Sintra, promoveu uma visita ao Centro de Interpretação da Natureza de Monserrate. Este espaço visa promover o contacto com a natureza, a sensibilização ambiental e o conhecimento sobre a fauna e a flora presentes nos ecossistemas únicos que caracterizam a Serra de Sintra.
O equipamento conta com um aquaterrário, que recria um ecossistema ribeirinho do Parque Natural de Sintra-Cascais e que permite a descoberta e exploração de um habitat único, com espécies aquáticas endémicas e ameaçadas, como a boga-portuguesa. Destaque também para o modelo de um carvalho-português, decomposto em raiz, tronco e copa, que explica a biologia da árvore. 

Sofia Cruz, Presidente do Conselho de Administração da Parques de Sintra, enfatizou a importância deste equipamento no âmbito da estratégia da programação educativa da empresa, cujo foco incide “na criação de relações de partilha e proximidade do público mais jovem com o património arquitetónico, museológico e natural”. A responsável anunciou que “em 2024, a Parques de Sintra vai aprofundar e aumentar a sua oferta de visitas e atividades diversas. Vão ser mais de 300 sessões com atividades destinadas ao público em geral.” Na ocasião, Basílio Horta, destacou o investimento de 40 milhões realizado pela Parques de Sintra ao longo da última década e os 25 milhões de visitas que o património gerido pela empresa recebeu no mesmo periodo. O presidente da Câmara Municipal de Sintra, frisou ainda, o trabalho que a Parques de Sintra tem vindo a desenvolver ao longo dos anos: “Não é impunemente que é considerada, a nível mundial, um exemplo de preservação”.

O Centro de Interpretação da Natureza está instalado num edifício de arquitetura singular e com um enquadramento perfeito na paisagem envolvente, que data de 1920 e que foi atelier de pintura de Sir Francis Cook, bisneto do 1.º Visconde de Monserrate.
A visita contou com a presença de Basílio Horta, presidente da Câmara Municipal de Sintra e de Sofia Cruz, presidente do Conselho de Administração da Parques de Sintra Monte da Lua (PSML).

Artigo anteriorCarnaval invade concelho de Sintra
Próximo artigoParque de Monserrate vai admitir entrada de cães