Os profissionais Unidade de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva (UCPR)

Os Cuidados Hospitalares em Cirurgia Plástica e Reconstrutiva, uma experiência com mais de 25 anos e de olhos postos no futuro.

Há 25 anos, os médicos Fernando Gomes Rosa, Rui Galhardo Leitão, criaram a Unidade de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva (UCPR) do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca atualmente integrado na Unidade Local de Saúde Amadora/Sintra. Mais tarde, houve um crescimento da Unidade, para dar resposta diferenciada em Cirurgia Plástica nos concelhos de Amadora e de Sintra.

Desde 1999, o cirurgião plástico, Fernando Gomes Rosa lidera a equipa de trabalho com grande espírito de missão e a ambição de proporcionar aos/às utentes as melhores e mais diferenciadoras práticas da especialidade. 

Dr. Fernando Gomes Rosa coordenador da Unidade de Cirurgia
Plástica e Reconstrutiva (UCPR)

Segundo Fernando Gomes Rosa, “a UCPR tem desenvolvido uma elevada atividade assistencial, na componente cirúrgica, nas consultas externas e no internamento, cumprindo e superando, muitas vezes, os objetivos propostos para cada ano de funcionamento”, refere Gomes Rosa, acrescentando que “ao longo destes 25 anos, tudo fizemos para manter a qualidade técnica elevada do nosso desempenho, alargando a atividade a atividade a todas as áreas da Cirurgia Plástica, capacitando a Unidade para acompanhar o desenvolvimento da mais avançada tecnologia”.

A UCPR faz parte do Departamento Cirúrgico e de Especialidades Cirúrgicas do HFF, desenvolvendo a sua atividade na Consulta Externa, Bloco Operatório e Internamento, agregando a prestação de cuidados, ensino, formação e a investigação.

“Ao longo destes 25 anos, tudo fizemos para manter a qualidade técnica elevada do nosso desempenho, alargando a atividade a atividade a todas as áreas da Cirurgia Plástica” — Fernando Gomes Rosa

A Unidade de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva colabora com todos os Serviços do HFF, incluindo os Serviços da área Médica, perspetivando a sua intervenção de acordo com o diagnóstico, avaliação e terapêutica, para cumprir as necessidades identificadas da população, em particular, nas áreas com maior procura de cuidados. Nesse sentido, a atuação da Unidade verifica-se tanto em Serviços de Medicina, na Medicina Intensiva, como na Cirurgia Geral, Urologia, Ortopedia, entre outros.

A UCPR reúne conhecimento diferenciado na resposta à cirurgia na área da Mão, tendo uma Consulta específica.

ULS Amadora Sintra Perto de Si- Cirurgia plástica e reconstrutiva

Na Ginecologia, a Unidade atua na cirurgia de cancro da mama, na modalidade de reconstrução mamária imediata e diferida. Com a Medicina Física e de Reabilitação (MFR), a colaboração da UCPR efetua-se no contexto de reabilitação de patologia da mama, no tratamento de linfedema  (acumulação de fluído nos tecidos intersticiais, por insuficiência do sistema linfático e perturbação no transporte da linfa, ocorrendo nos membros superiores ou inferiores), efetuando a preparação pré-operatória desta patologia, tendo o serviço de MFR um papel importante no acompanhamento pós-operatório. Nos países ocidentais tem-se verificado um aumento na incidência do linfedema secundário, associado à elevada prevalência de cancro de mama e de doentes submetidos a tratamento cirúrgico e/ou radioterápico.  

Os números da UCPR, nestes 25 anos, revelam o trabalho e dinamismo da equipa de pequena em dimensão e grande em termos de prestação de cuidados aos dois concelhos que serve: mais de 10 306 internamentos, cerca de 65 000 consultas e quase 35 000 cirurgias.

O dinamismo vai prolongar-se em projetos futuros como o aumento da equipa, para estender cuidados ao Hospital de Sintra; responder aos desafios da Unidade Local de Saúde de Amadora/Sintra; o alargamento da intervenção no âmbito da microcirurgia e a colaboração na formação Pré-graduada com universidades e o incremento na formação Pós-graduada de médicos/as internos/as: da própria especialidade e de outras.

Autoria | Unidade de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva, HFF / Unidade Local de Saúde Amadora/Sintra

Artigo anteriorEm tempo de férias, conhecer a história de forma divertida
Próximo artigoEspetáculo Academias “Ai!aDança” encerram ano letivo com “Euforia”