Início FREGUESIAS Algueirão-Mem Martins Alunos da Escola Ferreira de Castro vencem Concurso de Ideias

Alunos da Escola Ferreira de Castro vencem Concurso de Ideias

3338
António Castel-Branco, diretor do Agrupamento de Escolas Ferreira de Castro, felecita alunos e professora pela conquista do “Selo de Mérito”, pela excelente prestação, no Concurso Nacional de Ideias

Alunos do Agrupamento de Escolas Ferreira de Castro, na Freguesia de Algueirão Mem-Martins (Sintra) foram distinguidos com o “Selo de Mérito”, no âmbito da sua participação no “Concurso Nacional de Ideias para um Território Sustentável”.

A equipa vencedora do 5.º A3, foi constituída pelos alunos Levi Campos Lisboa, Maya Bueno Louzado, Dinis Curvacheiro dos Santos, Martim Nunes Bastos e a professora bibliotecária, Maria Teresa Costa.

O concurso promovido pelo Programa Paisagem e Arquitectura Sustentáveis, desafiou os alunos do 2.º Ciclo do Ensino Básico das escolas de todo o país a contribuírem com ideias para compreender, transformar e melhorar o espaço da sua escola, na relação que este estabelece com a paisagem e o território envolvente.

Foram submetidas 50 candidaturas, envolvendo mais de 250 alunos de escolas de todo o país e no final, a Escola Básica Ferreira de Castro venceu e recebeu, nas mãos do seu diretor António Castel-Branco, o “Selo de Mérito”, pela excelente prestação, “em reconhecimento do especial contributo da Biblioteca Escolar Ferreira de Castro e dos alunos do 5ºA3, cujas ideias inovadoras e criativas, demonstraram um compromisso exemplar para com a compreensão, transformação e melhoramento do espaço escolar, promovendo uma integração harmoniosa com a paisagem e o território envolvente, este selo foi conferido em sinal de apreço pelo esforço e dedicação dos alunos, sua professora bibliotecária e Assistente Operacional da Biblioteca Escolar Ferreira de Castro, que se destacaram na promoção de práticas sustentáveis e na valorização do ambiente escolar”.

Artigo anteriorMiss Portugal é do concelho de Sintra
Próximo artigoCenas de pancadaria e confusão à porta das Finanças de Queluz